Opênalti é a oportunidade de gol mais clara que um time pode ter em uma partida. Na maior parte dos casos, em aproximadamente 70% das oportunidades, ele é convertido e altera o placar do jogo. Duas Copas do Mundo foram decididas em disputas de pênaltis, uma delas o tetracampeonato brasileiro de 1994 contra a Itália.

Não é uma exclusividade da Copa do Mundo. Muitos campeonatos foram decididos nos pênaltis. Por isso é muito importante que os goleiros estudem bem as cobranças de pênalti dos adversários para tentar aumentar suas chances de defesa.

Um estudo realizado na Universidade de Greenwich (Inglaterra) descobriu que o goleiro pode prever a direção da bola na cobrança de pênalti se observar o ângulo dos ombros e da perna de apoio do batedor em relação ao chão.

A pesquisa foi feita filmando 46 cobranças de pênalti realizadas por um time chamado West Ham. A análise dos dados permitiu concluir que apenas os ângulos do ombro e da perna de apoio em relação ao chão estão associados à direção do chute.

O estudo constatou que a bola atinge o centro do gol quando o ângulo médio da perna de apoio do atleta em relação ao chão é de 56,5° e o ângulo médio dos

ombros é de 4,9°. Se o ângulo da perna aumentar para 65,5° e o ângulo dos ombros continuar em torno de 5°, a bola atingirá o lado direito da rede. Quando a bola é chutada na direção contrária, é o ângulo do ombro que varia (chega a 9,6°). Nesse caso o ângulo da perna fica em torno de 56,6°.

Os pesquisadores ingleses apresentaram as conclusões a um grupo de goleiros, que melhoraram em 9% suas defesas em cobranças de pênalti. Desse modo, um goleiro treinando com base em seu próprio desempenho, pode evoluir e melhorar suas marcas.

Ângulos no Cinema e Teatro

Os ângulos não nos auxiliam apenas nos jogos de futebol. Quando vamos ao cinema ou ao teatro, conhecer os ângulos também ajuda na escolha do melhor lugar para assistir ao espetáculo. Também em casa podemos utilizar bem os ângulos para melhor posicionar a nossa TV e os móveis que usaremos para assistir a um filme, por exemplo.

Em uma sessão de cinema 3D, segundo os criadores de um dos mais conceituados padrões de cinema do mundo, o THX, devemos nos posicionar respeitando o seguinte conceito:

“Os ângulos horizontais subentendidos pelas linhas de visão do consumidor dos cantos da esquerda para a direita da tela deve ter não menos do que 30°. A linha de visão vertical do telespectador não deve exceder 35° da horizontal para o topo da imagem projetada. Idealmente, a linha de visão deve ter 15° abaixo da linha central horizontal da imagem”.

Um gráfico que pode nos auxiliar a entender os melhores lugares, principalmente em filmes 3D, seria o representado pela figura abaixo:

Em nossas casas podemos utilizar as ideias da tecnologia THX e posicionar nossa TV e nosso home theater de modo a obter a melhor experiência possível.

O padrão de home theater THX dita que a distância de visão apropriada é o tamanho da sua tela de TV na diagonal dividido por 0,84. Isso significa que a distância apropriada do espectador para uma TV de 55”, por exemplo, deveria ser de 1,65m. Além disso, o conjunto não deve exigir jamais que o espectador olhe para cima mais do que 15° além do nível dos olhos, nem mesmo se você quiser realmente se sentar na frente e bem no meio. Não vale colocar a TV nem muito alta, nem muito baixa.